Norte do Paraná

Postado dia 06/01/2015 às 05:55:08

Vereador diz que hospital de Andirá “é comércio e não sociedade beneficente”

Vereador de Andirá, Gilmar diz que hospital é comérciodo Jornal Semanário do Paraná

Na tarde quinta-feira, 20, o vereador Gilmar Leonardo (PSDB), em seu sétimo mandato como representante do povo na Câmara Municipal, atendeu a reportagem do Jornal Semanário do Paraná quando fez fortes revelações de como anda o setor de saúde de Andirá. Segundo ele: “A gente sabe que a saúde em todo o País vai mal e aqui também, mas temos que pensar em Andirá e como resolver os problemas”.

 

O vereador disse que, se a saúde está ruim é porque quem gerencia deveria ter mais capacidade à frente do cargo que exerce e pior de tudo, o setor de saúde virou um aglomerado interesse de ganhar dinheiro ilegalmente. “Além do Hospital, o Posto de Saúde, o posto central, enfim, todos estão passando por dificuldades e falta de organização e honestidade porque, se não tiver um talão de cheque não é atendido. Um ano atrás, mais ou menos, uma senhora me procurou com a filha de 13 anos que estava sangrando, estava grávida, e precisava ser atendida urgentemente e não queriam atende-la. Daí eu fui lá, chamei a Polícia, fiz um Boletim de Ocorrência (BO). Depois veio um parente do Márcio Bringat e pediu um cheque de R$ 200,00 para que o médico pudesse atender, dá pra acreditar, e a menina lá sangrando, lamentável”.

O vereador Gilmar Leonardo tem esperança de que as coisas possam melhorar na área de saúde de Andirá, mas acredita em muitas dificuldades ainda. “O Hospital é uma vergonha, infelizmente, o prefeito – se referindo a José Ronaldo Xavier (PTB) – e alguns vereadores do lado do prefeito, acham que está tudo certo, tudo bem e sabem que não está. Tenho feito denúncias, tenho feito meu trabalho, cobrando atitude, mas, nada melhora. Inclusive falei na Câmara, recentemente, que o município tem um Pronto Socorro na frente e, no fundo a porta do Hospital tem uma corrente. O que acontece. O OS atende e manda para o Hospital e lá cobram, fazem o que querem por está tudo escondido, então, o Hospital de Andirá que na realidade é a Sociedade Hospitalar Beneficente não é uma Sociedade e sim, é um Comércio Beneficente de Andirá”, destacou.

O tempo de atendimento dos pacientes, no Hospital também é muito questionado pelo vereador Gilmar. “Tem gente que vai cedo lá para ser atendido, mas, o que acontece é que são atendidos por volta do meio-dia, uma hora da tarde, é um descaso total, hoje, por exemplo – se referindo a quinta-feira, dia, 20, uma senhora me procurou porque tinha uma cirurgia para fazer, estava já marcada e, ao chegar no Hospital, acredita, não tinha anestesista , e isso aconteceu comigo já, pelo menos uns dois meses atrás quando, devido a uma apendicite – sabe que isso é grave e pode levar a morte – tinha que fazer uma cirurgia com o Dr. Matheus mas, no Hospital, não tinha anestesista. Então, Andirá é isso”.

O vereador ainda relata que "eu sugeri, no final do ano passado, quando faziam a LDO, para fazer no orçamento, uma possível compra de um aparelho para a saúde com o restante do orçamento que vem para a Câmara e sobra, em torno de uns R$ 300 mil que é devolvido para o Executivo e falei que o setor de saúde poderia se beneficiar deste dinheiro, principalmente para o Posto de Saúde, o que fosse preciso comprar de imediato, mas, isso foi em dezembro, até ontem, 19 de novembro, não mandou nada e ficou como recursos livres e o prefeito gasta do jeito que quer, não há interesse do prefeito, do secretário, do Márcio , de ninguém, isso é muito triste”.

O vereador disse ainda que no Posto não tem remédio, não tem médico e exame demora. “Uma mãe me falou esta semana que sua filha precisa de exames, digo exames, e marcaram para o dia 18 de janeiro e ela precisa de cirurgia. Está tudo uma bagunça. Acredita que tem gente que é internado e, pedem para que a família vá comprar remédio. Isso não é possível, mas acontece e pior é que o Município repassa recursos para remédios para o Hospital que é uma Sociedade Hospitalar e o prédio é da Prefeitura”.

Gilmar não acredita que as coisas possam melhorar se assim continuar, com o Márcio Bringat à frente de tudo. “No Hospital tem o diretor que é o Márcio, tem provedor, e nada acontece, e diretor ainda é diretor de escola, professor de educação física, ou seja, funcionário público, ganha para isso e exerce cargo na administração, é irregular a situação dele, já fiz denúncia em Jacarezinho, no Núcleo Regional de Educação (NRE) e não deu nada, infelizmente, quem sofre com tudo isso é o povo”.

Quanto ao futuro o vereador Gilmar ressaltou: “Hoje temos 4 votos na Câmara, mas precisamos da presidência, para uma oposição organizada e que dê resultados para o povo, infelizmente, hoje o presidente é da base do prefeito, mas temos eleição em 22 de dezembro e esperamos que nosso grupo chegue a cinco já que tem um vereador que era da base do prefeito e se cansou de tanta irregularidade e falta de ajudar o povo, é que o vereador é uma pessoa boa, simples, foi eleito pelo povo que tanto precisa da prefeitura e, quando necessita o prefeito vira as costas, não atende, demonstra que não está nem aí para nada e o vereador veio para o nossos lado para que, juntos, possamos defender os interesses do povo que não pode mais sofrer como está”, finalizou o vereador.


comente esta matéria »

Copyright © 2010 - 2016 | Revelia Eventos - Cornélio Procópio - PR
Desenvolvimento AbusarWeb.com.br