Norte do Paraná

Postado dia 06/01/2015 às 05:55:08

Decisão judicial suspende eleição para presidente da Amunop

Decisão judicial suspende eleição para presidente da Amunop
Samuel do Prado, Garrafa, Gimerson, Devanir Martinelli, Luizinho, Cabeça, Edson Dominciano e Amarildo Tostes
Decisão judicial suspende eleição para presidente da Amunop
Decisão judicial suspende eleição para presidente da Amunop
Claudemir Valério, Sílvio Cunha e Samuel
Decisão judicial suspende eleição para presidente da Amunop
Jorge Nunes e Magda, com Luizinho (à dir)
Decisão judicial suspende eleição para presidente da Amunop
Simone, Alexandre Basso e Kelly Mello

Decisão judicial provisória (liminar) da magistrada substituta Chélida Roberta Soterroni suspendeu a realização de assembleia convocada para eleição para presidente da Associação dos Municípios do Norte do Paraná (Amunop).

Aquela decisão atende a ação judicial impetrada pelo prefeito de Assaí, Luiz Alberto Vicente (PSDB), que também estava inscrito para concorret ao cargo de presidente da entidade.

A medida liminar também determinou o afastamento do presidente da Amunop, Celso Silva (PDT), que é prefeito de Bandeirantes.

Em seus argumentos apresentados à Justiça da Comarca de Cornélio Procópio, o prefeito Luiz Alberto Vicente questionou o fato de que "o atual presidente (Celso Silva) está concorrendo novamente à presidência da associação, contudo não observou o disposto no art. 21, XI, do regimento interno, o qual determina que este deve se afastar do cargo para concorrer".

O chefe do Poder Executivo assaiense também apontou que membros de sua  chapa também integravam o grupo apresentado pelo concorrente à eleição da Amunop.

Na eleição marcada para esta quinta-feira, 18 de dezembro, que restou suspensa, a previsão era que o prefeito Celso Silva, de Bandeirantes, se reelegesse com 13 a 7, ou 12 votos a 8. Inclusive ele havia decidido se lançar candidato após a adesão de 12 prefeitos àquele projeto.

Presentes à assembleia de eleição foram então surpreendidos com a presença de Oficial de Justiça para apresentação da liminar expedida pela 2ª Vara Cível de Cornélio Procópio, suspendendo os trabalhos.

Houve uma discussão mais acalorada entre os prefeitos de Assaí e de Bandeirantes. A controvérsia de deve ao fato de que o prefeito Luiz Alberto Vicente inicialmente seria candidato a presidente da Amunop com o apoio da maioria de prefeitos da entidade, inclusive com o apoio de Celso Silva, de Bandeirantes.

Ocorre que, após articulação de bastidores nos últimos dias, com a suposta participação do deputado estadual Luiz Cláudio Romanelli (PMDB), o prefeito de Bandeirantes decidiu se lançar candidato sendo apoiado inicialmente 12 municípios. Tal situação resultou no registro das duas chapas tendo nomes em comum.

Após rodada de desentendimentos e concordâncias, os prefeitos Luiz Alberto Vicente e Celso Silva disseram que deixariam de concorrer à eleição, em data ainda a ser marcada, abrindo mão em favor da possível candidatura de Frederico Carlos de Carvalho Alves (Cornélio Procópio).

Já Fred Alves comentou que poderia colocar seu nome para gerir a Amunop nos próximos dois anos, desde que seu nome resulte de consenso entre os prefeitos da região.

Na manhã desta quinta-feira, o prefeito Ernesto Alexandre Basso (PSDB) se reelegeu presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Norte do Paraná (Cisnop), ao vencer Devanir Martinelli (PV), de Santo Antônio do Paraíso, por 11 a 10.


comente esta matéria »

Copyright © 2010 - 2016 | Revelia Eventos - Cornélio Procópio - PR
Desenvolvimento AbusarWeb.com.br