Política Paranaense

Postado dia 07/01/2015 às 17:22:38

Deputado federal por um mês diz que devolver salário é demagogia

Deputados suplentes assumem cargo no período de férias do Congresso. Paraná tem três parlamentares nesta condição; salário é de R$ 26,7 mil.

 

Oliveira Filho (PRB), um dos três deputados federais do Paraná, que estarão no cargo apenas neste mês de janeiro, afirmou nesta segunda-feira (5) que não considera “muito moral” receber todos os benefícios inerentes ao cargo. Entretanto, ele também afirmou que é assim que funciona e por isso não iria abrir mão do salário e das verbas de gabinete. “Não vou devolver, seria muita demagogia”, disse Oliveira, que é radialista e pastor evangélico.

Pela Constituição, a legislatura na Câmara Federal é composta por 513 parlamentares no período de quatro anos. Por isso, toda vez que uma vaga é aberta, o suplente necessariamente tem que ser convocado, não importando o tempo restante para a legislatura terminar. Desta forma, ainda que o Congresso esteja de férias, os suplentes são acionados e remunerados.

Estão na mesma situação Professor Sérgio Oliveira (PSC), cuja base eleitoral é na região oeste, e Luciano Pizzatto (DEM) de Curitiba. OG1 tentou contato com estes dois deputados, porém não obteve sucesso.

“Você participa de uma coligação, de um pleito eleitoral. Não é assumir como suplente, eu me tornei titular. Isso é uma coisa que infelizmente é contra o bom censo, mas é assim que a coisa funciona. Não é muito moral, mas...”, disse o deputado.

Não vou devolver, seria muita demagogia"
Oliveira Filho (PRB), deputado federal

Mesmo sem ter ao menos um dia de trabalho, os deputados terão direito a receber o salário quase total de janeiro, no valor de R$ 26,7 mil, e 13º salário proporcional. Poderão ainda usar a verba mensal de R$ 78 mil para pagar funcionários de gabinete e auxílio-moradia no valor de R$ 3,8 mil, além da cota parlamentar. Há ainda os recursos destinados ao custeio de passagens aéreas e gasolina.

Segundo ele, apesar de não haver sessões plenárias, ele irá a Brasília duas vezes neste mês de janeiro para compromisso no Ministério do Transporte e também no Ministério da Pesca Ministério da Pesca e Aquicultura. Além disso, ele justificou a decisão de não abrir mão dos benefícios com a necessidade de visitar aqueles que o apoiaram na campanha.

Mais deputados
Em todo o Brasil, 41 deputados assumiram o cargo na condição de suplente. Humberto Michiles (PR), do estado do Amazônia, anunciou que abre mão do salário e dos benefícios. Para assumir o cargo, ele precisou sair da Secretaria Municipal de Educação de Manaus. Segundo Humberto Michiles, a substituição ocorreu após conversa com o partido e a Prefeitura de Manaus. "Saí do cargo de secretário para ocupar essa posição. Devo ficar nela até terça-feira (6), então não faz sentido receber salário e benefícios", explicou.


comente esta matéria »

Copyright © 2010 - 2016 | Revelia Eventos - Cornélio Procópio - PR
Desenvolvimento AbusarWeb.com.br