Norte do Paraná

Postado dia 08/01/2015 às 09:15:10

Após decisão judicial, eleição da Amunop será em 28 de fevereiro

O que era para ser uma eleição tranquila, com a participação de duas chapas, acabou se transformando em uma batalha judicial na Associação dos Municípios do Norte do Paraná (Amunop). Momentos antes de iniciar a reunião, no dia 18 de dezembro passado, um oficial de Justiça apresentou uma liminar expedida pela juíza substituta Chélida Roberta Soterroni, suspendendo a eleição e afastando o atual presidente Celso Silva (PDT), prefeito de Bandeirantes, candidato à reeleição. A alegação foi que, conforme o estatuto da Amunop, Celso Silva, deveria ter se licenciado do cargo na entidade dois meses antes da eleição.

A mesma punição foi encaminhada ao vice-presidente da Amunop, Luiz Alberto Vicente (PSDB), prefeito de Assaí, que concorria à presidência da entidade pela outra chapa e que também não havia deixado o cargo. Após o afastamento do presidente e vice, a presidência passou a ser exercida pelo prefeito de Itambaracá, Amarildo Tostes (PSD), diretor financeiro da Amunop e primeiro na linha de sucessão, após o vice-presidente.

O primeiro ato do novo presidente, a resolução número 01/2015, foi realinhar as ações da entidade e marcar nova data para a eleição da diretoria da Associação. Ele considerou em seu oficio a decisão da justiça e os motivos de afastamento do presidente e vice, além dos pontos apresentados na ação movida pelo vice-presidente Luiz Vicente e que levaram à suspensão do pleito.

A Amunop retornou suas atividades na segunda-feira, após recesso de fim de ano, e o edital com a resolução foi publicado e fixado em sua sede, definindo o dia dia 28 de fevereiro, como a nova data para a eleição da nova diretoria, membros do Conselho Fiscal e suplentes. Esta foi a primeira vez, desde 1971, quando a entidade foi criada, que a Justiça suspende uma eleição da diretoria. A maioria dos presidentes da entidade, 17 deles, foram escolhidos por aclamação. Em outras quatro, as eleições ocorreram com a disputa de mais de uma chapa.

Com o edital, as chapas já podem ser inscritas na sede da Amunop. O prefeito de Cornélio Procópio, Fred Alves (PSC) foi apontado como candidato de consenso e deve apresentar uma chapa completa nos próximos dias. O vice-presidente Luiz Vicente, de Assaí não confirmou se vai manter sua chapa. Integram a 6º microrregião da Amunop os municípios de Assaí, Bandeirantes, Congonhinhas, Cornélio Procópio, Itambaracá, Leópolis, Nova América da Colina, Nova Fátima, Rancho Alegre, Santa Amélia, Santa Cecília do Pavão, Santa Mariana, Nova Santa Bárbara, Santo Antonio do Paraíso, São Jerônimo da Serra, São Sebastião da Amoreira, Sapopema, Sertaneja e Uraí.

 

Marcos André de Brito, especial para a Folha de Londrina


comente esta matéria »

Copyright © 2010 - 2016 | Revelia Eventos - Cornélio Procópio - PR
Desenvolvimento AbusarWeb.com.br