Notícias

Postado dia 01/11/2017 às 21:21:27

Os 10 países que você precisa visitar em 2018

Lista elaborada pela maior editora de guia de viagens do mundo leva em conta novidades, eventos especiais, fator surpresa e receptividade aos turistas

Dizem que quem não sonha não vive. Fazer planos, ter objetivos e sonhar em realizá-los é parte do que nos mantém vivos

Viajar é um dos jeitos mais fáceis de realizar um sonho. Poucas coisas são mais gostosas do que se planejar por um bom tempo, pesquisar, juntar dinheiro, esperar as férias e, enfim, conhecer aquele lugar que a gente tanto queria.

Mas nem sempre é possível. Seja por falta de grana, de companhia, de tempo ou, para alguns, até de inspiração!

Se este é seu caso, não se desespere! A Lonely Planet, maior editora de guias de viagem do mundo, divulga todos os anos listas com os melhores destinos para o ano seguinte.

Para elaborar estes Top 10 de países, cidades, regiões e custo-benefício, a editora junta seus escritores, editores e blogueiros e realiza um painel para chegar às listas. São levados em conta fatores como atualidade, surpresa e empolgação que os lugares proporciona, aos viajantes.

Além disso, para serem indicados como destinos para o ano seguinte, os locais precisam oferecer aos turistas experiências incríveis, eventos especiais e coisas novas para ver e fazer.

A boa notícia é que eles acabam de divulgar estas quatro listas para 2018!! Ou seja, se te faltava inspiração, não falta mais!

Se você ficou curioso pra saber quais são os dez países que você precisa visitar no próximo ano, aí vão eles, com algumas outras dicas que incluí sobre eles ????

 

1. Chile

O país sul-americano ganhou o primeiro lugar na lista do Lonely Planet por conta da diversidade de suas belezas naturais. Cercado pelos Andes de um lado e do Oceano Pacífico do outro, tem entre suas belezas o deserto do Atacama (foto no alto do post) e a Patagônia. Das vinícolas a sua capital, Santiago, há muito o que conhecer. No ano que vem, o Chile comemora 200 anos de sua Independência, apenas um motivo a mais para visitar o país.

Onde ir: Santiago, Parque Nacional Torres del Paine (foto acima), deserto do Atacama, Valparaíso, Puerto Mont, Viña del Mar, Represa El Yeso

Quando ir: setembro a dezembro

Moeda*: Pesos (196 = R$ 1)

Visto**: não precisa para quem vai ficar até 90 dias

Para saber maiswww.chile.travel

 

2. Coréia do Sul

Escolhida por ser uma representante do melhor que a modernidade asiática pode oferecer, sua capital recentemente ganhou um parque suspenso chamado Seoul-lo 7017, nos moldes do High Line de Nova York, cheio de cafés, bares e livrarias. No ano que vem o país ainda sediará os Jogos de Inverno, na cidade de Pyeongchang. Das cidades ultra-modernas às montanhas cheias de templos e histórias, a Coréia é um prato cheio.

Onde ir: Seul, Busan, Jeju, Pyeongchang, Ulleungdo e Gangneung

Quando ir: setembro a novembro

Moeda*:  Won (350 = R$ 1)

Visto**: não precisa para quem vai ficar até 90 dias

Para saber maiswww.visitkorea.or.kr

 

3. Portugal

Por muito tempo tido como o patinho feio da Europa, Portugal despontou nos últimos anos como um centro cultural, artístico e gastronômico mundial. A abertura de novos museus, micro-cervejarias e restaurantes estrelados ajudou neste movimento. Além de barato em comparação com os países do continente, é repleto de belezas naturais e locais históricos. Isso para não falar nos pastéis de Belém…

Onde ir: Lisboa, Porto, Algarve, Sintra, Cascais, Coimbra, Fátima e Estoril

Quando ir: junho a setembro

Moeda*:  Euro ( 0,26= R$ 1)

Visto**: não precisa para quem vai ficar até 90 dias

Para saber maiswww.visitportugal.com

 

4. Djibouti

O pequeno e quase desconhecido Djibouti ganhou o quarto posto na lista pelo efeito dramático, segundo o pessoal do Lenely Planet. Isso porque o país será dividido em pedaços, já que está em cima de três placas tectônicas diferentes. Mas calma, que ainda dá tempo! Seus cenários vão desde praias paradisíacas a desertos que se assemelham a Marte.

Onde ir: Lago Assal, Golfo de Tadjoura, Day Forrest National Park, Arta e Khôr ‘Angar

Quando ir: novembro a abril

Moeda*: Francos ( 55= R$ 1)

Visto**: precisa

Para saber maiswww.visitdjibouti.dj

 

5. Nova Zelândia

Um dos primeiros países a atrair turistas aventureiros graças às “Great Walks”, um conjunto de nove trilhas que fazem os visitantes desbravarem as belezas naturais das ilhas, a Nova Zelândia está prestes a ganhar mais uma grande trilha. Chamada de Paparoa Track and Pike29 Memorial Track, ela será uma trilha para ser percorrida em alguns duas na Ilha do Sul, de onde os turistas poderão apreciar a costa oeste da região. Apenas mais um motivo para conhecer este país encantador e de gente tão amável.

Onde ir: Auckland, Christchurch, Queenstown, Rotorua, Parque Nacional Fiordland, Mount Cook, Nelson, Napier e Lake Tekapo

Quando ir: novembro a abril

Moeda*: Dólar neo-zelandês (0,45 = R$ 1)

Visto**: não precisa para quem vai ficar até 90 dias

Para saber maiswww.newzealand.com

 

6. Malta

Os mais de 300 dias de sol por ano que Malta tem já bastariam como justificativa para este pequeno arquipélago mediterrâneo estar na lista de desejos de qualquer viajante. Como se não bastasse, as ilhas estão cheias de tesouros, como fortificações do século 17, catacumbas, templos pré-históricos e túneis. Mas no ano que vem isso será apenas pano de fundo, já que Malta será a Capital Cultural da Europa. Serão festivais de filmes, bienal de arte, entre outros eventos.

Onde ir: Gozo, Valeta, Mdina, Melliena, Mosta, Buggiba e Dingli

Quando ir: fevereiro a junho

Moeda*:  Euro ( 0,26= R$ 1)

Visto**: não precisa para quem vai ficar até 90 dias

Para saber maiswww.visitmalta.com

 

7. Geórgia

Há cem anos este pequeno país foi declarado um estado independente durante a Revolução Russa e o centenário é apenas um dos motivos para a Geórgia aparecer na lista, segundo o Lonely Planet. Progressistas, mas sem abrir mão das tradições, o contraste entre o moderno e o histórico é uma constante. Do povo hospitaleiro, às paisagens estonteantes do campo, vilas montanhosas fortificadas e edifícios históricos, é um prato cheio para quem quer desbravar novos horizontes.

Onde ir: Grande Cáucaso, Ushguli, Igreja da Trindade Gergeti, Jvari e Tiblisi

Quando ir: maio a junho e setembro

Moeda*:  Lari ( 0,78= R$ 1)

Visto**: não precisa para quem vai ficar até 90 dias

Para saber maiswww.visitgeorgia.ge

 

8. Ilhas Maurício

Esta ilha paradisíaca no meio do Oceano Índico oferece muito mais que belas praias e resorts de luxo. Esportes aquáticos, atividades ao ar livre, belezas naturais e barreiras de corais estão entre seus atrativos. A uma curta distância de voo da África do Sul, é boa opção para quem não quer até a Polinésia Francesa, por exemplo. No ano que vem, o país ainda comemora 50 anos de independência.

Onde ir: Parque Nacional Gargantas do Rio Negro, Seven Coloured Earth, Ganga Talao, Tamarind Falls e Ile aux Cerfs

Quando ir: maio a dezembro

Moeda*: Rúpias (10,5 = R$ 1)

Visto**: precisa

Para saber maiswww.tourism-mauritius.mu

 

9. China

Este país de dimensões continentais e o mais populoso do mundo, começa aos poucos a abrir suas portas para cada vez mais visitantes descobrirem suas maravilhas. Além das belezas naturais, as grandes cidades também são atrativos para os visitantes. Nos últimos anos o país investiu pesado no turismo e na infra-estrutura e inaugurou novas linhas de trens expressos, a Cidade Proibida passou por uma reforma e Xangai abriga a mais alta torre de observação do planeta. Ainda precisa de motivos para colocar a China na sua lista de desejos?

Onde ir: Pequim, Xangai, Guilin, Xian, Chengdu, Zhangjiajie, Hangzhou, Lasa e Nanquin

Quando ir: março a maio e setembro a novembro

Moeda*:  Yuan ( 2= R$ 1)

Visto**: precisa

Para saber maiswww.cnto.org

 

10. África do Sul

Todo mundo já ouviu falar das belezas da África do Sul: praias paradisíacas, vida selvagem, montanhas encantadoras e vinhos de excelente qualidade. Como se isso tudo não bastasse para colocar o país na lista da Lonely Planet, no próximo ano ele irá celebrar o centenário de seu filho mais famoso: Nelson Mandela. Para a ocasião, um grande número de eventos esportivos, educacionais e culturais estão programados. O intuito das comemorações é inspirar a sociedade com exibições sobre transparência, serviço, respeito, paixão e integridade. Já reservou sua passagem?

Onde ir: Cidade do Cabo, Durban, Kruger National Park, Parque Nacional dos Elefantes de Addo, Sabi Sabi e Jeffrey’s Bay

Quando ir: fevereiro a março

Moeda*:  Rand ( 4,2= R$ 1)

Visto**: não precisa para quem vai ficar até 90 dias

Para saber maiswww.country.southafrica.net

* cotação em 25.out.17

** para turistas brasileiros

de VEJA


comente esta matéria »

Copyright © 2010 - 2017 | Revelia Eventos - Cornélio Procópio - PR
Desenvolvimento AbusarWeb.com.br