Norte do Paraná

Postado dia 17/06/2019 às 20:58:01

Iapar promove Manhã de Campo da Mandioca, em Londrina (dia 18) e Assaí (19)

O Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), em parceria com a Emater-PR e a Embrapa, promove nesta terça (18) Manhã de Campo da Mandioca de mesa no Assentamento Pó de Serra, Sítio Nossa Senhora Aparecida, distrito de Lerrovile, em Londrina.

São esperados em torno de 80 produtores rurais, principalmente dos assentamentos Eli Vive I e II e Serraria e índios da Reserva Apucaraninha.

Segundo o extensionista da Emater Paulo Mrtvi, a Manhã de Campo vai ter duas estações: uma para falar sobre manejo de pragas e outra para tratar de variedades.

O pesquisador do Iapar Humberto Androcioli vai explicar a forma correta de controle de pragas como mosca do broto, mosca branca e insetos que atacam as ramas e as raízes da mandioca. “Fizemos um levantamento entre 2016 e 2018 e encontramos algumas pragas novas”, diz Androcioli.

De acordo com ele, os produtores costumam deixar restos da cultura na lavoura, o que causa diversos problemas. “As pragas se multiplicam nesses restos, causando perdas de produção”, salienta.

O pesquisador do Iapar Wilmar Lima vai tratar de duas variedades de mandioca da instituição dirigidas ao mercado de mesa. “Vou tratar da Iapar 19 (Pioneira) e da IPR Upira. Elas não são novas, mas apresentam duas características muito importantes para o público da Manhã de Campo: são boas para cozinhar e com sabor acentuado”, diz o pesquisador. Ele salienta que essas duas características são importantes sobretudo para pequenos agricultores, que tem maior preocupação com menor tempo de cozimento e bom sabor.

Durante a Manhã de Campo da Mandioca o técnico agrícola do Iapar Ronaldo Rosseto vai conduzir uma dinâmica sobre preparo do solo. “Vamos levar um aparelho para medir a compactação do solo e abrimos uma trincheira para mostrar alguns problemas que estão ocorrendo, como a baixa infiltração de água no solo”, salienta.

De acordo com ele, vai acontecer uma degustação das variedades apresentadas no final do evento. “Vamos cozinhar as mandiocas e o produtor vai perceber como o tempo de cozimento é reduzido. Também vai poder provar e escolher a mandioca mais saborosa”, acrescenta o extensionista.

Na quarta-feira (19) o evento se repete em Assaí, norte do estado. Vão ser tratados os mesmos temas técnicos e a mesma dinâmica de Lerrovile.

Copyright © 2010 - 2019 | Revelia Eventos - Cornélio Procópio - PR
Desenvolvimento AbusarWeb.com.br