Norte do Paraná

Postado dia 25/06/2019 às 14:18:43

Luiz Alberto Vicente não será prefeito de Assai em 2020

Em 09 de junho de 2015, o site Revelia havia divulgado que o ex-prefeito Michel Angelo Tuti Bomtempo não mais apoiaria a reeleição de Luiz Alberto Vicente, no pleito de outubro de 2016. Tal apoio acabou realmente não acontecendo, e o então prefeito Luiz Alberto Vicente foi derrotado pelo carteiro Acácio Secci.

Quatro anos depois, em junho de 2019, a previsão vem na direção de que Luiz Alberto Vicente não terá êxito caso pretenda novamente disputar a prefeitura de Assai, na eleição de outubro de 2020.

Quem constantemente planta o mal, acaba tropeçando em sua própria maldade. Eis a “maldição” que assola os caminhos de Luiz Alberto Vicente em seus projetos político-eleitorais.

Caso pretenda ser candidato no ano que vem, não terá apoio de médicos da cidade, pois, durante seu mandato (2013/2016), pagou advogado para que o então vereador Jomar Cardoso, de São Sebastião da Amoreira, pudesse entrar com ação judicial contra profissionais de Saúde de Assai que trabalhavam naquela localidade.

O casal de médicos Albanira Figueiredo Pançan e José Luiz Pançan tem motivos suficientes para não apoiar projetos de Luiz Alberto Vicente, pois aquela família foi vítima de panfletos apócrifos produzidos pelo ex-prefeito. O pediatra Pançan também teve prejudicado seu sonho de ser vereador, em 2008, porque Luiz Alberto deu dinheiro para que candidato da coligação desistisse da disputa. Dessa forma, Pançan obteve mais de 500 votos, mas sua coligação não alcançou o coeficiente eleitoral, e ele ficou fora da Câmara Municipal.

Familiares do ex-prefeito José Carlos da Cruz também não devem apoiar possível candidatura de Luiz Alberto Vicente, que elaborou ação judicial que impugnou a candidatura a prefeito daquele agricultor, em 2004.

O ex-vereador Henrique Yoshio Sato e o ex-prefeito Mário Sato não estarão em palanque de Luiz Vicente. À época que foi prefeito, Dr. Mário Sato teve várias ações judiciais contra sua administração, a partir de denúncias feitas por Luiz.

Agricultores de Assaí estão em “pé de guerra” com aquele que comandou o município entre 2013 e 2016, devido a recentes denúncias envolvendo o programa Crédito Fundiário, motivada por perseguição política em relação ao vereador e presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, o advogado Antônio Menegildo Gavião Manoel.

Decepção do funcionalismo público municipal ainda tem sido grande quanto a comentário feito pelo ex-prefeito Luiz Alberto Vicente, da existência de sofá em administrações anteriores, em gabinete de portas fechadas e sem janelas, e relacionamento de gestor público com servidoras.

Pessoas ligadas ao empresário Juan Luís Veiga Vasquez também nutrem ligeira rejeição ao nome de Luiz Alberto Vicente, devido à distribuição de panfletos apócrifos durante a eleição de 2008, inclusive ataques pessoais ao então responsável pela metalúrgica Veipa.

Comentários agressivos e desproporcionais feitos por Luiz Alberto Vicente por meio da rede social acabaram contribuindo para sua derrota à prefeitura de Assaí na eleição de outubro de 2016, e devem produzir o mesmo efeito no pleito do próximo ano. Somam mais de três dezenas de pessoas constantemente atacadas por aquele político por meio da rede social.

Há poucas dezenas de pessoas que aprovam tamanha baixaria em rede social, no entanto, a maioria da população tem rejeitado tal situação. Uma maioria esmagadora acompanha de longe, e bem quieta, o desenrolar dos fatos. No entanto, ainda em silêncio, aquela massa conservadora de eleitores deve dar o troco no ex-prefeito Luiz Alberto Vicente, da mesma forma que fizeram em outubro de 2016, ao solidificar sua derrota para o carteiro Acácio Secci.

PARA SABER MAIS:

Luiz Alberto Vicente perseguiu Dr. Mário, Tuti, Zé Carlos, Pançan e Chico Soares

Porque Tuti Bomtempo não vai apoiar a reeleição de Luiz Mestiço

Copyright © 2010 - 2019 | Revelia Eventos - Cornélio Procópio - PR
Desenvolvimento AbusarWeb.com.br