Bandeirantes

Postado dia 06/03/2012

Polícia apreende celulares, drogas e videogames em cadeia

do G1

Policiais militares e civis fizeram uma vistoria na cadeia de Bandeirantes, no norte do Paraná, na manhã desta terça-feira (6), a pedido do Ministério Público. Foram apreendidos 33 celulares, 23 chips de celular, 29 carregadores, três videogames, um aparelho de DVD e um projetor de imagens.

A polícia também apreendeu 411 gramas de maconha, três gramas de cocaína e três gramas de crack. O delegado Luiz Fernando Ripp, da Delegacia de Andirá, que responde interinamente pela delegacia, disse ao G1 que não imaginava que ia encontrar tanta droga nas celas. Ele acredita na existência de uma central de distribuição de drogas dentro da carceragem.

Ripp ainda comentou que os entorpecentes podem ter entrado na cadeia de várias formas. "No meio de comida, em partes íntimas de mulheres, até, infelizmente, com a ajuda de policiais e por pessoas que lançam as drogas de fora para dentro da cadeia que fica às margens de uma rodovia".

Sobre os aparelhos eletrônicos apreendidos, o delegado disse que "televisores e videogames nas celas são comuns".

A cadeia de Bandeirantes ganhou repercussão após a veiculação, no início de fevereiro deste ano,  de fotos em que presos apareciam fazendo churrasco e se divertido em uma piscina de plástico. Depois da divulgação das fotografias, o delegado Alessandro Roberto Luz, responsável pela carceragem provisória da Delegacia de Bandeirantes, no norte do Paraná, foi afastado pela Secretaria de Segurança Pública do estado.

Copyright © 2010 - 2019 | Revelia Eventos - Cornélio Procópio - PR
Desenvolvimento AbusarWeb.com.br