Assaí

Postado dia 06/01/2015 às 05:55:07

Universidade de Brasília destaca cultura japonesa de Assaí

Imagine uma cidade brasileira que mesmo após a globalização ainda mantém grande influência da colonização japonesa em sua arquitetura, ruas, parques e tradições. Assim é Assaí (ou, em japonês, Asahi – Sol Nascente), pequena cidade do norte do Paraná, que, com pouco mais de 16.000 mil habitantes, possui aproximadamente 12,3% de sua população formada por japoneses e descendentes.

Japonesa de Assaí é destaque em Jornal da Universidade de Brasília

Proporcionalmente, é a cidade brasileira com o maior número de nipônicos. Atualmente está sendo construído o primeiro castelo nipônico do país , que será o Memorial da Imigração Japonesa de Assaí, em homenagem aos colonizadores da cidade.

A religião oriental também se mantém forte na região: o sino do templo budista foi doado pelo governo japonês. Outra colaboradora importante na história da cidade é Geni Gocchi, que criou o Grupo de Dança Keshin há 29 anos, no qual ensina a dança japonesa a alunos de todas as idades na tentativa de preservar essa tradição.

A região possui quatro escolas japonesas que ensinam a escrita, a dança e os costumes para alunos de 06 a 80 anos. Há 64 anos, as escolas realizam o festival Tenrankai, para expor os trabalhos dos alunos.

Ainda no festival, é servido nagashi somen, macarrão tradicional de festividades japonesas. O festival mostra diversas gerações reunidas pelo mesmo propósito: manter a tradição. “ Não tem como negar a raça, todo mundo vai olhar para minha cara e chamar de japa mesmo”, brinca Norio Shimada, membro da Liga de Associações Culturais de Assaí – LACA.

Fotorreportagem: Melina Fleury – 4º ano de jornalismo - Jornal Campus nº 419 Ano 44 da Universidade de Brasília – DF (UnB)


comente esta matéria »

Copyright © 2010 - 2016 | Revelia Eventos - Cornélio Procópio - PR
Desenvolvimento AbusarWeb.com.br