Política Paranaense

Postado dia 05/07/2018 às 22:07:14

Ministério Público investiga gastos com diárias na Câmara de Matinhos

O Ministério Público do Paraná (MP-PR) investiga o pagamento de diárias a vereadores e funcionários da Câmara de Matinhos, no litoral do estado. De janeiro a abril de 2018, o gasto do Legislativo passou de R$ 100 mil com matrículas para cursos e congressos.

As inscrições foram para vereadores e servidores participarem de 14 cursos, a maioria em Curitiba. O levantamento foi realizado pelo Observatório Social de Matinhos, a partir de dados do Portal da Transparência.

Em um dos cursos, a Câmara pagou R$ 29.370 para matricular oito dos 11 vereadores, além de funcionários efetivos e comissionados.

De acordo com o presidente da Casa, Gerson da Silva Junior (PPS), todos os cursos são voltados a atividade pública. "São para melhorar a administração pública e melhorar os trabalhos do Legislativo", afirma.

Para o presidente do Observatório Social de Matinhos, Carlos Alberto de Azevedo, os gastos não se justificam. "Acho que é um dinheiro jogado pelo ralo, porque até agora não foi comprovado nada", avalia.

Os gastos não se limitam às inscrições para os cursos. Em viagens, vereadores e servidores têm direito a receber diárias para pagar despesas com alimentação e transporte, por exemplo. De janeiro a abril deste ano, nove vereadores gastaram juntos R$ 40.500 em diárias.

O MP-PR apura os gastos desde 2017. Em maio deste ano, os promotores recomendaram que o pagamento de diárias deve ser autorizado com base no interesse públuco e justificado qual o benefício que o gasto trará à Câmara.

O observatório também fez o cálculo de gasto em diárias por vereador. A maior quantia, segundo o levantamento, foi a do presidente da Câmara, com R$ 6,3 mil - de janeiro a abril. Ele nega e diz que o valor não é o mesmo do Portal da Transparência - o que não confere.

do G1


comente esta matéria »

Copyright © 2010 - 2018 | Revelia Eventos - Cornélio Procópio - PR
Desenvolvimento AbusarWeb.com.br