Norte do Paraná

Postado dia 26/01/2022 às 10:51:10

Alessandro Torquato defende privilégios de 'marajás' da Câmara de Assaí

É aquela história: o sujeito chega no meio da conversa, não sabe do que se trata, e já quer dar palpites como se fosse especialista no assunto. Isso se aplica ao vereador Alessandro Cezar Torquato (PSB), ao defender também reajuste salarial de 10,16% para servidores da Câmara Municipal de Assaí.

Segundo ele, a majoração de vencimentos - incluindo para o advogado Luiz Guilherme Bachim dos Santos e servidora Rosângela Aparecida, que já recebem R$ 10 mil mensais - seria justa, porque tais valores já eram previstos em concurso público.

O que Torquato desconsidera é que, após o concurso público fraudulento de 29 de março de 2009, Luiz Guilherme e Rosângela Alves tomaram posse em abril e, em junho seguinte, já recebiam o dobro do previsto em edital daquele certame. Os funcionários assumiram funcões gratificadas durante estágio probatório, o que é vedado por lei.

Além disso Luiz Guilherme - advogando em causa própria -, propôs um plano de cargos e salários, prevendo evolução astronômica dos vencimentos do pessoal do Poder Legislativo.

A mordomia só não é ainda maior hoje, porque o então prefeito Luiz Alberto Mestiço Vicente (2013/2016) revolveu barrar aquela proposta, então a Câmara teve que votar outro Plano de Cargos, Carreiras e Salários.

Confira o vídeo a seguir:


comente esta matéria »

Copyright © 2010 - 2022 | Revelia Eventos - Cornélio Procópio - PR
Desenvolvimento AbusarWeb.com.br