Política Paranaense

Postado dia 06/01/2015 às 05:55:08

Universitários protestam por mais verbas na visita de Richa a Londrina

Protesto de universitários em Londrina durante visita de Beto RichaDurante a visita do governador Beto Richa (PSDB) a Londrina, na interiorização do Governo do Estado nos festejos dos 80 anos, um grupo de estudantes universitários da UEL e da UEM, de Maringá, realiza um protesto na entrada do Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), na manhã desta quarta-feira (10). A manifestação é por conta dos cortes de verbas nas Institutições Estaduais de Ensino Superior (IEES), além de exigir o pleno funcionamento da universidade com dinheiro público e livre de privatização.

Durante o protesto, os estudantes fizeram um cordão humano, impedindo o acesso e a saída de pessoas do prédio do Iapar, sede do governo neste dia. Além disso, segundo um manifestante informou à Rádio Paiquerê AM, o objetivo é ficarem no local até que o governador ou algum representante da Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia (Seti) falem com eles.

Os manifstantes querem, também, entregar uma carta que detalha as reivindicações dos universitários, documento este que teve cópias entregues a diversas pessoas presentes ao evento. A carta é assinada por diversos coletivos de estuantes de Londrina e Maringá. Confira o conteúdo:

Carta dos manifestantes do dia 10 ao governador Beto Richa

Senhor governador Beto Richa, nós manifestantes contra os cortes de verbas das IEES, viemos por meio deste documento mostrar nossa indignação e nosso posicionamento a respeito da política educacional adotada pelo Senhor e por seu governo.

Os dados oficiais comprovam que o caixa do governo estadual não para de "engordar": de 2010 a 2013, segundo o DIEESE, a arrecadação teve crescimento real de mais de 20%! Vale destacar que o PR possui o quinto maior PIB estadual do país, entretanto o Senhor prefere seguir o caminho de  contenção de gastos públicos economizando com a necessidade alheia e distanciando-se da função do Estado do PR de financiar o ensino público superior.

Na UEL, os seguidos cortes já encolheram o orçamento da Universidade de forma drástica neste ano. Dos R$ 26 milhões necessários ao funcionamento normal, apenas R$ 11 milhões foram repassados pelo seu governo, forçando a reitoria a cortar despesas básicas como água e luz. Na UEM, o problema é o mesmo: o corte de verbas já representa 40%. O imenso atraso na "reforma" do Restaurante Universitário (há dois anos fechado), a criminalização de estudantes, o autoritário regimento disciplinar discente, a restrição do direito ao campus e à cultura também fazem parte da precária situação da UEM. Nas outras IEES-PR – UEPG, UENP, UNESPAR, UNICENTRO e UNIOESTE – o cenário não é nada melhor, pois os problemas são os mesmos ou semelhantes. Ainda que alguma universidade possa absorver o prejuízo, se nada for feito, outros cortes e atrasos virão, pois esta é a política de seu governo.

Nós nos manifestamos contra os cortes de verbas das IEES e nos opomos à política educacional do Senhor governador, que prejudica a educação de nossa população – principalmente do estudante pobre– e favorece empresas que se beneficiam da terceirização e do sucateamento das entidades públicas em detrimento da democratização do ensino. A queda no investimento estatal na área é reflexo dessa política, que não considera o ensino superior público relevante para o Paraná.

Em vista disto exigimos:

- A imediata suspensão dos cortes de verbas;
- O imediato repasse do orçamento necessário às IEES-PR, para o seu pleno e digno funcionamento;
- A imediata abertura de concursos públicos, tanto de técnicos quanto de docentes, para as IEES-PR;
- Uma política efetiva de permanência estudantil para todas as IEES-PR, com RU a preço acessível e de qualidade, moradia estudantil de qualidade e com vagas suficientes e ampliação das bolsas de pesquisa/extensão;
- Uma autonomia universitária com gestão democrática e participativa, de fato e de direito, para que as decisões tomadas pela comunidade universitária não sejam desrespeitadas pelos governos ou reitores;
- Que as IEES-PR sejam financiadas integralmente pelo Estado, com verba pública.

Diretório Central dos Estudantes- UEL Gestão "Faça Su(a) Gestão"
Diretório Central dos Estudantes- UEM Gestão "Voz Ativa"
Centro Acadêmico de Ciências Sociais-UEL
Centro Acadêmico de Comunicação- UEL
Centro Acadêmico de Direito- UEL
Centro Acadêmico de Física-UEL
Centro Acadêmico de Geografia- UEL Gestão "Mujica"
Centro Acadêmico de Matemática-UEL
Centro Acadêmico de Psicologia-UEL
Centro Acadêmico de Química- UEL
Centro Acadêmico Samuel Pessoa - UEL Gestão "Linha de Frente"
Centro Acadêmico de Serviço Social- UEL Gestão "Febre do Rato"
Assembleia Nacional de Estudantes- Livre
Movimento Mulheres em Luta

de O Diário


comente esta matéria »

Copyright © 2010 - 2016 | Revelia Eventos - Cornélio Procópio - PR
Desenvolvimento AbusarWeb.com.br